Uma abordagem oriental de terapia corporal na gravidez


A Massagem durante a gravidez actua em muitos níveis e alivia os desconfortos, bem como prepara corpo para o parto naturalmente. Promove também estados meditativos e estreitam os laços mãe/filho que permitem a gestante vivenciar uma gravidez prazerosa e saudável.

A Massagem Thai propõe integração corpo/mente e espírito através do toque aliado aos alongamentos e a meditação, retomando a milenar tradição budista da Tailândia. Esta é uma técnica que destaca por conter elementos de duas importantes Medicinas: Ayurveda e Chinesa, trabalhando o corpo de forma completa com estiramentos, pressão suave e um ritmo lento e contínuo.

Este blog é dedicado a prática terapêutica, ensino da técnica e complementos na abordagem durante a gestação, parto e puerpério, com seus inúmeros benefícios para as mulheres e bebês.

25.1.10

Aromaterapia - Parte II - Parto e Pós Parto

       O Olfato é o sentido mais presente no Parto, quanto maior o nível de estrógeno no corpo mais sensíveis ficam os órgãos olfativos, podemos aplicar Aromaterapia no Trabalho de Parto com massagens, inalações, banhos e compressas. Alguns estimulam a produção de estrógeno e são indicados para o parto são: Rosa, Angélica, Gerânio, Tomilho, Baunilha, Sálvia, Camomila, Orégano.


      Neróli, bergamota, rosa e olíbano são bons para massagem e inalações, pois aumenta os níveis de endorfinas. Lavanda e salvia esclaréia para dor, jasmim acelerar as contrações e para náuseas hortelã pimenta ou lavanda.


Aromaterapia na Massagem Pós Parto

 Na Barriga podemos aplicar ou instruir a mãe a fazer massagens suaves no abdômen pós parto, no sentido horário com círculos grandes e pequenos. Este movimento evita constipações, retenção de energia e ajuda a tonificar e estimular os órgãos internos de forma suave. Cítricos e Lavanda são boas opções. Evite ao máximo friagem no útero pós parto.


Para depressão pós parto, usar na massagem : Bergamota, Gerânio, Neróli, Rosa e Sálvia Esclaréia.

Amamentação e Seios


    Para leite insuficiente usamos compressas e massagens com: Funcho Doce,Gerânio, Jasmim e Lemongrass, em Compressa Quente e leite empedrado, Camomila, Gerânio, e Olíbano em Compressa Fria.

 
    Nos mamilos rachados e inchados massagem com Tea Tree, Rosa, Patchouli, Lavanda e Camomila.

      Fazer a massagem nos seios após a Amamentação Exclusiva com óleo puro de Amêndoas e essencial (100 ml + 1ml de essencial), promove:

*Limão – fortalece os tecidos
*Gerânio - desenvolve os seios
*Rosa - desperta sensações, para harmonização e retorno da sensibilidade


Podemos usar estes óleos também durante a gestação - Lembre que para o uso seguro de óleo essenciais nestas condições especiais a quantidade de oleo nao deve ir alem de 1%! Não deixe de consultar um profissional!
marjoriefs@hotmail.com
Por Marjorie Sá

5.1.10

Aromaterapia na Gravidez



Durante a gravidez a Aromaterapia pode ser utilizada de diversas maneiras para prevenir e amenizar os desconfortos, comuns neste período. Dores nas costas, náuseas, insônia, constipação, inchaços entre outros podem ser tratados com a Aromaterapia na gravidez que auxilia também nas questões emocionais como ansiedade, medos e ainda na cicatrização no pós-parto e na amamentação insuficiente ou excessiva.


A Aromaterapia utiliza os óleos essências, substancia extraída de diversas partes das plantas e de maneira especifica em cada tipo de extração. Os óleos essenciais são óleos aromáticos, voláteis e com propriedades curativas e terapêuticas, solúveis em álcool, emulsificantes e gorduras.

Banhos, Massagens, Inalações, Escalda pés, Compressas, Óleos e Loções corporais e faciais, Hidrolatos ou spray e Cosméticos em geral são as aplicações da Aromaterapia. Óleos vegetais de sementes como o de semente de uva, abacate, gérmen de trigo, amêndoas ou de flores como o de calêndula são óleos carregadores que servem de veículo para os essenciais em algumas aplicações.


Os óleos minerais, derivados de petróleo e os quimicamente tratados são contra indicados para Aromaterapia e para sua aplicação em gestantes e bebês.

A aplicação dos óleos e seus procedimentos devem ser feitos de acordo com orientação profissional, levando sempre em conta as condições físicas do paciente, seu temperamento, ambiente e até possíveis alergias e gostos.


Para a Massagem em Gestantes utilizamos a proporção de 1% de óleo essencial em óleo vegetal, portanto a cada 100ml de óleo vegetal acrescentamos 1ml de essencial. É importante usar óleos vegetais e essenciais de qualidade.

Os mais indicados são Lavanda, Laranja (atento a sua fototoxidade, não expor a pele ao sol por 12 horas), Camomila, Gerânio, Neróli, Olíbano, Rosa e Ylang Ylang.



1 ml = 20 gotas
Por Marjorie Sá